Navigation | Seiteninhalt | Zusätzliche Informationen

Seiteninhalt

Presse-Information

September 03, 2019

O Equador é o país parceiro da FRUIT LOGISTICA 2020

Berlim, 3 de setembro de 2019 – O Equador foi nomeado como país parceiro oficial da FRUIT LOGISTICA 2020 (5 - 7 de fevereiro em Berlim). Na exposição líder do comércio global de fruta, o país andino irá apresentar a herança agrícola do Equador ao mundo, mostrando-se como um produtor internacional e versátil de fruta e legumes frescos sustentáveis e de elevada qualidade.

A FRUIT LOGISTICA 2019 acolheu cerca de 78 000 visitantes de 135 países e 3200 expositores de 90 países. Para o Equador, ser o país parceiro oficial desta feira de comercial global é a oportunidade perfeita para apresentar as suas exportações de fruta e legumes e de estabelecer novos contactos nos canais por grosso e a retalho, especialmente com companhias de importação interessadas na aquisição de produtos frescos diversos e de elevada qualidade.

Entre 2014 e 2018, o Equador exportou mais de 3,5 mil milhões de dólares em produtos frescos, principalmente para a Rússia (18%), para os Estados Unidos da América (16%), para a Itália (7%), para a Alemanha (7%), para a Turquia (5%) e para a China (4%). Os volumes de exportação aumentaram 15%, de 6,2 milhões de toneladas em 2014 para 7 milhões de toneladas em 2018.

Nesse mesmo período, as exportações principais do Equador incluíam bananas (6 milhões de toneladas), bananas-pão (212 toneladas), bananas-ouro (139 toneladas), ananases (81 toneladas), brócolos (74 toneladas) e mangas (60 toneladas).

Na FRUIT LOGISTICA 2020, o objetivo do Equador de mostrar a sua produção diversificada será alcançado através da apresentação de potenciais produtos frescos para exportação, tais como tamarilhos, graviolas, mortiño (mirtilo andino), ananases, uvas, papaias, avocados e pitayas, entre outros produtos.

O Equador fez parte da exposição na FRUIT LOGISTICA pela primeira vez em 2002. No próximo ano, a participação do Equador será organizada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAG), pelo Ministério de Produção, Comércio Exterior, Investimentos e Pesca (MPCEIP) e pela Corporação de Promoção de Exportações e Investimentos (CORPEI) do Equador, em cooperação com as partes interessadas relevantes do setor privado.