Navigation | Seiteninhalt | Zusätzliche Informationen

Seiteninhalt

Presse-Information

January 24, 2019

"Disrupt Agriculture" é o lema dos primeiros Start-up Days da FRUIT LOGISTICA

Berlim, 24 de janeiro de 2019 – Sob o lema "Disrupt Agriculture", o primeiro Start-up Day da FRUIT LOGISTICA irá decorrer a 8 de fevereiro de 2019.

Este lema representa os inúmeros desafios que a agricultura irá enfrentar num futuro próximo e distante. Os especialistas estimam que, em 2050, o planeta será habitado por aproximadamente 10 mil milhões de pessoas. A produção agrícola deve ser aumentada de modo a responder à demanda a longo prazo de géneros alimentícios/produtos agrícolas. Esta deve ser mais eficiente, ágil e flexível. A transformação digital a nível mundial também oferece várias opções de solução no setor agrícola e para o cultivo de fruta e legumes. As startups inovadoras são muitas vezes a origem das ideias nesta área ainda muito recente. No Start-up Day, 20 destas startups apresentam, em intervalos de 10 minutos, as suas soluções pioneiras relativas ao setor. 

"Com o Start-up Day, criamos uma plataforma única e centrada no futuro para o setor e, assim, fazemos progressos na mudança inovadora ao longo da cadeia de valores. A FRUIT LOGISTICA, como principal feira comercial para o comércio global de hortifruticultura, é o local ideal para este fim, uma vez que é o único local em que podemos encontrar todos os importantes profissionais do setor reunidos", afirma Madlen Miserius, Senior Product Manager da FRUIT LOGISTICA. 

O Start-up Day tem como foco os principais temas inovadores de Agricultura digital, AgTech e Gestão da cadeia de fornecimento.

As startups na área da Agricultura digital estão a tentar otimizar os processos agrícolas com soluções digitais e, deste modo, a permitir um trabalho tanto eficiente como sustentável. A startup israelita AgriTask definiu como objetivo aumentar a produtividade agrícola através da utilização abrangente de dados agrícolas e de tecnologias avançadas. Para garantir isto, a AgriTask desenvolveu uma ferramenta de gestão para empresas no agroecossistema. 

A startup AgTech holandesa PATS Indoor Drone Solutions também está a tirar proveito do progresso da mudança digital. Pequenos drones combatem autonomamente insetos e pragas. Com esta solução, pragas de insetos voadores, tal como traças, são detetadas e erradicadas. Isto evita uma maior propagação da praga, reduz a necessidade de inseticidas (biológicos) e minimiza os esforços envolvidos na proteção das culturas.

A redução dos esforços é também um dos objetivos da Gestão da cadeia de fornecimento. Com a sua ideia, a startup americana ImpactVision está a tentar aumentar a consistência do produto e a automatizar o controlo de qualidade. Ao utilizar tecnologia de imagem hiperespetral, propriedades como a frescura, maturação, valor de pH e a localização de objetos estranhos podem ser determinadas em tempo real e de forma não invasiva. Ao mesmo tempo, também o processo de transporte é otimizado.

A startup neozelandesa Sparrows também tem como foco a otimização do processo de transporte. A empresa fornece aos clientes uma melhor visibilidade, transparência e controlo sobre as cadeias de fornecimento. Para tal, a empresa combina software eficaz e hardware resistente. Os equipamentos são ligados diretamente à carga em vez de ao veículo. Durante o transporte, o cliente pode aceder aos dados de localização e temperatura em tempo real.

Encontram-se disponíveis online informações pormenorizadas sobre as startups participantes e as suas soluções referentes ao setor no Virtual Market Place e na página web da FRUIT LOGISTICA.

Pode obter mais informações sobre o Start-up Day e as startups participantes aqui.

Pode encontrar o programa para o Start-up Stage aqui.